quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

A sério???

(desculpem... odeio frases-feitas mas tem de ser)



Acabou de acontecer:

Ao telefone com uma senhora dos seus 40 anos, diz-me ela:
- Sabe, eu preferia que o problema fosse resolvido com recurso às autoridades porque, enfim, o meu marido não se sabe exprimir muito bem (é estrangeiro) e eu, sabe como é... sou mulher.

Foda-se!
"Sou mulher"???
"SOU MULHER"????

Mas que c*r*lh*...
"Sou mulher"...

Fuck me mais a este grande imbecilidade, a este desprezo pelo próprio género!
Se somos assim connosco como é que podemos defender os outros?

A sério fechem o mundo para obras e não o voltem a abrir.



domingo, 7 de fevereiro de 2016

1827 dias cães




Nem me dei conta mas já passaram cinco anos disto...
(ou: como manter um blog que não fala de nada?...)




quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

O pó



O pó.
O bago.
O grão.

Que lamento.
Que alegria.
Que exultação.

O pó.
Morreu cedo.
Nunca gritou.

O bago.
Criou-se firme.
Esperançou.

O grão.
Forte.
Seguro.
Nasceu da benção.
E se criou.
Deus pôs-lhe a mão.
O semeou.
O homem cultiva.
O homem o amou.
O grão nasceu.
Foi o único.
Que vingou.



O bago



O bago.
O grão.
O pó.

Um queixa-se da vida.
Um queixa-se do amor.
Um queixa-se de ser só.

O bago.
Voou longe.
Lá chegou.

O grão.
Filho do bago.
Ganhou.

O pó.
Esse inerte.
Indigente.
Ninguém o quer.
Ninguém o amou.
Morreu só.
Apenas pó.




O grão




O grão.
O bago.
O pó.

Um brotou.
Um cresceu.
Um não vingou.

O grão.
A vida.
Que germinou.

O bago.
A intenção.
Que ganhou.

O pó.
O silêncio.
O vazio.
Um grão que não nasceu.
Um bago que não vingou.



segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Foda-se (acho que já usei este título mais vezes mas hoje é um foda-se mais a sério)




Inez van Lamsweerde & Vinoodh Matadin






Trabalhar... agora a sério



Isabelle Wenzel


Aquele momento quando, finalmente, uma pessoa ganha balanço e aparece aquele colega que nos empata...

E empata...

E empata...


E foda-se... são 18:00...

Hora de saíres.


[Obrigada mother fucker...]





Trabalhar

Isabelle Wenzel


Aquele dia em que te sentes irritada por os outros estarem a trabalhar mais que tu…
Não necessariamente melhor mas mais...

E portanto não são os outros que estão mal, és tu…

E o fodido não é eles trabalharem mais.
É tu incomodares-te com isso…




[Porque é que eu tenho estes dramas?

Foda-se.]