18.9.17

E agora, algo completamente diferente!





A minha afilhada mais pequena, disse hoje à mãe:

"Mãe, gostava de experimentar ter um filho mas gostava que fosse anão, para ficar sempre assim pequenino".


Ora bem, acho que a humanidade concorda em dar o prémio "Diz lá a cena mais marada, sinistra e perturbadora  que te lembras" a esta criança. Ou então é de mim, que estou sensível.
Mas cheira-me que isto é só o primeiro capítulo de outros que se estão por desenrolar.

[Mãezinha, não a queiras mandar exorcizar, não!]



2 comentários:

  1. ahahahahahahahahahahahahahahahahah

    (não fosse "e x p e r i m e n t a r ter um filho" suficientemente marado, sinistro e perturbador)


    ahahahahahahahahahahahahahahahahahah

    ResponderEliminar