quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

O bago



O bago.
O grão.
O pó.

Um queixa-se da vida.
Um queixa-se do amor.
Um queixa-se de ser só.

O bago.
Voou longe.
Lá chegou.

O grão.
Filho do bago.
Ganhou.

O pó.
Esse inerte.
Indigente.
Ninguém o quer.
Ninguém o amou.
Morreu só.
Apenas pó.




Sem comentários:

Enviar um comentário