quarta-feira, 9 de março de 2016

Reprimido

Brandon Kidwell



O medo reprimido.

A ânsia que cresce devagar.

Que toma o tamanho de uma vaga.

Uma vaga maior que o mar.


A alegria que se quer gritar.

Um mundo que não quer ouvir.

O medo de querer partilhar.

De ninguém a querer sentir.


A tempestade que se aproxima.

O coração que se reprimiu.

O tempo que para trás ficou.

A felicidade que não mais se sentiu.



1 comentário:

  1. Ler este poema deu sentido ao que tenho sentido nos últimos tempos.

    ResponderEliminar