sexta-feira, 2 de agosto de 2013

A mulher invisível





Sim, além de um Homem Invisível também houve uma Mulher Invisível na história do cinema.
E neste filme que é a minha vida (linda clichésada) há uma pessoa que quer, à força, fazer de mim uma mulher invisível... Para estar à vontade para a pouca-vergonha, está-se mesmo a ver. Mas eu brinco às mulheres invisíveis quando bem me apetecer.

Vamos directos ao assunto: Ando, vai para cima de uma vida, para mandar uma babe  ir cagar à mata passear.

Darling, eu estou em todo o lado onde cospes frases de amor ao meu rapaz, por isso não finjas que não sabes que te estou a ver e, pior ainda, não faças cenas tristes à espera que eu veja, só com o objectivo de me irritar. Eu já estou irritada. 
No entanto, ando aqui a aguentar-me. Vê bem como sou boazinha. Nem vou fingir e dizer que não é por ti que estou armada em senhora polida, e que é por ele. E que ele merece que eu seja uma senhora e não ligue a constantes bombardeamentos teus. Sou-te sincera: Ando a aguentar-me por ti, mesmo! Para não te dar força nem esse prazer de me veres incomodada, que eu também sou mulher e sei como as coisas funcionam. Era a tua alegria veres-me encavada derrotada.
Eu sei que, se te for foder lixar a cabeça, tu vais ter o que queres: vais ter toda a atenção e a toda a certeza de que eu ando a ver o esfreganço pélvico virtual que andas a fazer no mural do meu rapaz e a ficar minada com isso.
Como és porcalhona tonta mas não deves ser totalmente parva, deves saber que eu, efectivamente, vejo a masturbação psicológica que lhe andas a fazer. Sim, eu vejo e tu sabes. E eu sei que tu sabes que eu vejo. Só não tens a certeza, nem como o provar, e eu também não te vou dar essa vitória.
Não te vou dar o prazer de te descompor em público, de te mandar mensagens ressabiadas, nem de ir armar peixeirada aí para essa aldeia de fim de mundo onde tu achas que és gente.
Vou-me manter aqui na minha.
Fingir-me de invisível. Como os ninjas, 'tás a ver?
E depois faço toda uma série de exercícios de concentração.
Rezo umas caralhadas orações em voz alta antes de me deitar.
Evito ir ao mural do rapaz durante o dia para não estragar o monitor com mais golpes de x-acto nos teus olhinhos.
Imagino-te dez vezes ao dia leprosa, com a vagina ressequida como uma rolha de cortiça, míope, com cáries nos dentes e o cabelo a cair.
Mas também tenho pensamentos bons e desejo que arranjes uma pila amiga só para ti.
E peço aos anjinhos todos para não fazeres a mínima ideia que escrevo por aqui, para não ficares com o pito orgulho aos saltos por eu estar a fazer uma cena e por estar, claramente, fora de mim com a merda novela que andas a fazer.

Minha querida amiga, até podes continuar a querer ter o meu rapaz como troféu (eu sei como é: quando eles arranjam outra é quando mais os queremos. Por exercício. Por provocação) mas não tentes é fazer-me desaparecer quando eu estou aqui bem vivinha, a ver o espectáculo a acontecer, o acidente a dar-se e a pouca-vergonha a crescer.
Lembra-te: Ninja!
Sou como um ninja. Apareço e desapareço sem dares por isso mas estou mais perto de ti do que tu pensas. Pronta a ninjar.
Sim, minha querida, eu estou aqui e estou-te a ver. Estou com um olho nos acontecimentos e com dois olhos em ti... e faz bem as contas e vê que outro olho pode estar vigilante, que eu gosto pouco de marmeladas feitas pelas costas.





5 comentários:

  1. Havia, há uns anos, um livro chamado "Quando a China acordar, o Mundo tremerá". O teu texto tem o mesmo carácter profético, messiânico, termonuclear... "Be afraid, be very afraid", parecer-me-ia outro título adequado.

    (A situação é tramada; o texto é excelente!)

    Boa noite! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens toda a razão. O título não devia ser este. Dei-lhe voltas e mais voltas e, afinal, acabei por dar o tiro ao lado.
      Fez parte do desnorte que sinto quando penso no assunto :)

      Bom fim-de-semana!!!

      Eliminar
  2. holy fuck...
    (quando eu voltar de terras nortenhas temos mesmo de meter a conversa em dia!!!!)

    beijos grandes e força nessa concentração

    ResponderEliminar
  3. Li por aí uma frase algures que reza: "Don't keep calm. Slap that bitch hard". Acabaste de o fazer em espírito. E como! ;)

    ResponderEliminar