domingo, 14 de junho de 2015

Time for T.



Ontem fui ver um concerto deste grupo, os Time for T.
E estava um frio dos diabos.
Mas o sítio onde aconteceu o concerto é lindíssimo e já o ano passado tinha falhado e achei que tinha de ir. E não dei o meu tempo nada por perdido. Comprei o CD, não comprei a T-shirt, apesar de o vocalista insistir que o algodão era de muito boa qualidade, e vim para casa com vontade de trautear uma ou duas canções mas, como sou muito má de ouvido, na verdade, não ficou cá nada registado para além do frio que trouxe agarrado aos pés. Bom, para além de me apetecer trautear uma canção, também fiquei com vontade de fumar uma ganza e de a seguir vir para casa fazer amor.
Por isso o concerto foi um bom concerto.

Mas ali na parte de trautear uma canção tive um problema. Não saber reproduzir uma canção deles não era propriamente um drama porque estava a ouvi-las pela primeira vez, mas comecei a procurar mentalmente uma música para ir a cantar a caminho de casa e, raios me partam, percebi que não sei uma música do princípio ao fim. Sei rezar um Pai Nosso ou uma Avé Maria do princípio ao fim, mas uma música não. E então se começar a pensar numa que goste mesmo, mesmo muito, ui!
Pensei naquela do Djavan, "Meu bem querer", pensei noutra meia-dúzia do Caetano Veloso, mas só me lembrava dos refrões.
Eu tenho de ir tratar disto.
Caramba, EU NÃO SEI A LETRA DE UMA MÚSICA DO PRINCÍPIO AO FIM!!!! Isto não acontece a ninguém pois não?
Ou estava muito toldada pelos Time for T. ou sou mesmo aquela nulidade musical que, enfim, também não tem sido propriamente um segredo para a humanidade.
Já denunciei aqui várias vezes o meu péssimo gosto musical, e a minha imensa dificuldade em educar-me (eu sou a pessoa que precisa ouvir o My All da Mariah Carey quando estou deprimida no trabalho), com a agravante de não conseguir fingir que gosto muito de ouvir coisas do tipo António Zambujo ou Nirvana (eu sei que são coisas diferentes, muito) só para parecer enturmada. No entanto não consigo estar sem música, talvez ninguém consiga, e estou aberta a conhecer coisas novas e mais ou menos empenhada em educar-me. O que não quer dizer, necessariamente, aberta a aceitar indiscriminadamente o que ouço. Mas isto são outros quinhentos e daqui por duas linhas estou a chamar-me burra e não vale a pena porque até acho que não sou.

Mas voltando aos Time for T. deixo-vos aqui o "Tom Tom" que foi antecedido de toda uma descrição por parte do vocalista digna de registo mas que, em vez de vos contar, vos sugiro que tentem apanhar um concerto e vão ver e ouvir por vocês mesmos. Vão gostar da experiência (miúdas, metam os olhos no rapaz vestido de sofá... o que há-de estar a tocar teclas, mas vocês vão perceber o que eu quero dizer).







3 comentários:

  1. não conhecia...gostei!
    toda a gente sabe pelo menos uma letra de cor, basta fazer o exercício de recorrer à infância.

    ResponderEliminar
  2. Creio que também não sei uma música inteirinha de todas as que gosto, quer nacionais, quer estrangeiras. Acompanha-os quando as ouço, mas reproduzi-las, nem pensar. Não me incomoda, embora às vezes pense, que devo ter algum problema... :))

    ResponderEliminar
  3. Experimenta esta:

    https://www.youtube.com/watch?v=YEMvZNAYN5g

    Boa semana

    ResponderEliminar