terça-feira, 22 de novembro de 2016

Vícios. Recaídas. Paranóia. Rendição.




Às vezes sinto-me a viver com um grupo de alcoólicos anónimos dentro da minha cabeça. 
Sempre com as putas das recaídas.

A questão é: mando-os vir para a próxima sessão a ver se continuamos a resolver o assunto, ou mando-os para casa e desistimos disto?


[É que mais estúpido que tentar converter um acontecimento que já se deu, é tentar convencer-me que isto um dia... passa.]



2 comentários: