quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Pessoas daqui




Conheci mais pessoas em 2012 do que nos trinta anos que lhe antecederam, graças ao “Dias Cães” (nada de exageros como se pode ver).
Quando começo a fazer uma avaliação aos efeitos positivos e negativos que isso teve, neste ano e na minha vida, chego a resultados absolutamente distintos.
Conheci pessoas a quem vou chamar de amigos para sempre e conheci pessoas que optei por não incluir, sequer, nos meus pensamentos. Houve de tudo. Bloggers dedicados à fotografia, à escrita, ao erotismo, à comédia; pessoas sem blogs; mulheres e homens; por razões meramente bloguistas ou por pura malandrice. Não temi conhecer quem me quis conhecer. Estou grata à maioria por tomarem essa iniciativa porque, contas feitas, foram mais as situações em que as coisas correram bem, do que aquelas em que ficou apenas a vontade de não voltar a repetir.
Uma coisa foi transversal a todos eles: ninguém é quem aparenta ser nos seus blogs. Terão ficado com a mesma opinião de mim, certamente.
Outra constatação: Aqueles que se transformaram em estrelas da blogosfera são-no por mérito. De facto, os que brilham por aqui, são comummente pessoas incrivelmente inteligentes e educadas (agora apetecia-me desbocar toda e falar de cada um deles e fazer-vos uma inveja do catano).
Não me lembro de ter conhecido um blogger, desses ditos famosos (eu sei que isto dá discussão), que me desiludisse. Por outro lado, muitos patos-bravos foram a desilusão total. Tanta oratória e tão pouco conteúdo…
A primeira pessoa que conheci pessoalmente foi a Sónia. A incrivelmente simpática e amorosa Sónia. Foi a Sónia que teve a paciência de me fotografar e, apesar de nos vermos pouco, mantenho um carinho permanente por ela e uma grande admiração pelo seu talento para a fotografia.
- Sónia, invejo-te a beleza e a juventude de corpo e de cabeça.

A Márcia, é uma leitora que está bem distante, no Brasil. Mas está tão perto ao mesmo tempo. Nunca nos conhecemos pessoalmente mas mantemos contacto por email. Já falámos das nossas vidas, confidenciámos umas quantas coisas e até tive o privilégio de viver a alegria da chegada do seu sobrinho Vitorio ao mundo. A Márcia foi a leitora que me fez pensar nas pessoas com insuficiência auditiva e no impacto que as palavras escritas têm sobre as mesmas. Fez-me dar graças à beleza de poder ouvir uma música. Fez-me estar mais atenta e colocar sempre um link com as letras das músicas que pontualmente coloco no blog.
- Há coisas que não se explicam querida Márcia. Obrigada pela tua presença.

O Jon, esse grande amigo (hoje tivemos um arrufo e por isso me lembrei de escrever sobre isto), também me apanhou pela fotografia. Reconheci-lhe o talento e a amizade em simultâneo. A maior curiosidade na nossa história, reside no facto de nos conhecermos há mais de um ano e só nos termos visto pessoalmente uma única vez. No meu dia de anos, achei que de Évora a Braga era um pulinho, e lá fui eu. Neste ano e qualquer coisa que passou, trocámos correspondência, skypámos muito e parimos um blog juntos. Às leitoras fica o apontamento: o Jon é o maior bonitão que por aqui anda.
- Estás cá no coração para sempre. És único Dear Jon.

A nAnónima, que já não é assim tão anónima, mas permanece envolta em mistério, tanto a personagem como a pessoa real, bem como a história dos nossos encontros e desencontros.
- História engraçada esta… Tem tanta graça que nem parece verdade, não é assim minha querida?

O Noya. O único que me aldrabou. Impostor (não tens vergonha, pá?). Numa noite de verão lá veio de falinhas mansas, num email que me elogiava as palavras do blog e me insuflava o ego e, em menos de nada… já tinha a escova de dentes cá em casa. Deu-me a volta à vida, trouxe-me um nervoso miudinho constante ao estômago e uma vontade imensa de construir um caminho a dois.
- Espero que sejas bom a limpar o pó porque não há cá orçamento para empregadas. E sim, acedo a ter televisão no quarto para veres o Food Channel até à exaustão.

Conheci muitas outras pessoas mas acho que não posso, nem devo, falar de todos. Falo destes apenas porque sei que posso e não me levarão a mal.
Daqueles que não falo mas me apetecia tanto (vocês sabem quem são), não falo para vos manter só meus e preservar os momentos que partilhámos. Um ou outro em particular ficaram registados na memória e na pele.
Outros ainda me estão atravessados pelos encontros que acabaram por não acontecer ou pelos encontros que nunca se irão concretizar e eu gostaria tanto. Talvez um dia aconteça (Ana, gostava muito).

Quanto aos encontros menos felizes não tenho muito a dizer. Não consegui criar empatia ou identificar-me com algumas pessoas mas creio que terá sido recíproco. Não há mal nenhum nisso.
O saldo é positivo.


27 comentários:

  1. Ai rapariga que me dás cabo do coração, logo hoje um dia tão importante para mim em decisões de vida! :)
    Publicamente aqui digo, e sem qualquer vergonha, que o sentimento é mútuo, tu sabes.
    Que continues como és, acima de tudo sincera, extremamente feminina e sem papas na língua!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Decisões de vida?
      Tens coisas para me contar?
      Vai já para o mail...

      Eliminar
  2. Estas são as palavras que se lêem.
    Concordo contigo, ninguém é quem aparenta ser por mais que tudo o que diga seja sincero.

    Beijo grande.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Creio que é mesmo o maior encanto dos blogs, para quem os tem e para quem os lê.

      Bj

      Eliminar
  3. Obrigado pela partilha.
    Sou recente como bloguista, mas já leio esta gente há tempo suficiente para dizer que poucos são aqueles que relatam as experiências inside and out. É curioso ler sobre estas experiências que, possivelmente são bem mais frequentes do que aquilo que imaginamos.
    Tenho em crer que gente boa e má, há por todo o lado, onde quer e por meios das quais as conheçamos, porque afinal de contas aqueles que por aqui andam são os mesmos com quem nos cruzamos na rua, mais coisa menos coisa...

    Se o saldo foi positivo, isso é que é satisfatório. ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem-vindo Zé!
      Muito mais haveria para contar mas tinha mais graça com os nomes e como seria feio da minha parte, fiquei-me por aqui.
      Ainda sou uma lady :)

      Eliminar
  4. Oh minha querida amiga, já te disse que é só preciso marcar e eu apareço quando e onde queiras (desde que não seja à quinta feira, pois começo a trabalhar num sítio às 08h30 e termino noutro às 21h00).

    Se calhar estou a ser presunçosa e não é a mim que te referes, pois não foi Maria o nome mais escolhido em todo o século XX, mas sim a Ana.

    Concordo com tudo, eu fiz um ano na blogosfera e também o considerei positivo, fez-me/nos bem e quem não interessa também resvalou na carapaça da minha indiferença.

    Beijinho muito, muito grande,
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Escrevi apenas Ana porque por aqui não há outra e sabia que irias perceber imediatamente que era para ti.
      Não está esquecido.
      Temos mesmo de combinar.

      Beijinhos

      (Já está tudo bem?)

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Isso está conjugado no presente.
      Apetece mesmo?

      Eliminar
  6. Que o saldo te seja sempre positivo, enquanto pelo mundo dos blogues andares. É um prazer ler-te.

    R.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tantos R. que me visitam :)
      E por mim é um prazer ter-vos a todos por cá.
      É estranho como anónimos tornam isto tudo numa coisa com sentido.
      Obrigada!

      Eliminar
  7. Desde que estou neste mundo dos blogues já li textos em que me vieram as lágrimas, já sorri muito, já fiz amizades, já contei segredos, já me confidenciaram também, já muita coisa.. Muito mais havia a dizer..
    E tal como a ti, e através disto dos blogues e e-mail puxa e-mail é ela que tem a minha escova cá ;)
    E se não fosse a Ursa aí de cima e o seu PPC não estaria aqui!
    E ainda bem que das pessoas que conhecestes muitas ficaram =)
    Kiss*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A sério, pelo PPC?
      Que giroooooooo!!!!!
      Epá, então podia ter-me calhado a mim?
      Ok, o meu postal não era assim tão bom para morreres logo de amores :)
      O meu "caso" começou na caixa de comentários do Bom Sacana.
      Uma cambada de malandragem que anda aqui pelos blogs, é o que é.

      Bom momento este que me proporcionaste.

      Beijinhos e toda a sorte do mundo.

      Eliminar
    2. Baralhaste-me todo provavelmente por eu também te ter baralhado!
      Podia ter calhado a ti o que?
      Pelo teu postal PPC conheci o teu blogue. =)
      A minha namorada foi pelo blogue entrou-me pela "casa" a dentro e depois veio o ah desculpa nem disse nada tou a seguir-te e eu depois reparei que era seguidora 50 e disse bem vinda seguidora 50 e depois lá voltou ela a perguntar se havia prémio e eu ofereci-lhe de prémio seguidora 50 um por do sol. ;)
      Então pelos vistos esse sacana é mesmo bom!
      Obrigado e felicidades para ti tb! =)

      Eliminar
    3. Ah, baralhei sim :)
      Mas está claro agora.
      Bela história.

      Bj

      Eliminar
  8. Oi! :)

    Estou noutras andanças mas lembro-me sempre de passar por aqui... De vez em quando!

    Força nisso! BeijOoOoOO

    <3 www.facebook.com/perucadetule
    <3 www.perucadetuleshop.blogspot.pt

    PS - Já votei no Dias Cães! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há quanto tempo!!!
      Espero que esteja tudo bem por aí e com esse novo projecto.
      Beijinhos :)

      Eliminar
  9. Decidi há apenas 4 dias fazer uma paragem no meu canto depois de mais de dois anos devido a uma anónima que me invadiu a caixa de email com ofensas e ameaças... Vim ler este post e mudei de ideias! Ganhei tanta gente que não vale a pena dar importância a loucas! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh Malena, é que nem vale a pena perder tempo a pensar nessas pessoas, quanto mais a deixar de fazer coisas que gostamos. Isso é dar-lhes força.
      Ainda bem que este post serviu para alguma coisa.
      És bem-vinda aqui (e eu também sou louca mas garanto-te que tomo a medicação todos os dias).

      Eliminar
    2. Mas dessa loucura eu também sofro! :)))))

      Eliminar
  10. A Blogosfera é realmente um espaço de Caos, no qual muitos têm a Felicidade de fluir na Ordem de surpreendentes amizades.
    Um brinde ao teu texto... até porque nos trouxe de volta a Malena :)

    ResponderEliminar
  11. ahahaahah a parte do Noya matou-me.

    Beijo para ti.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em parte foste culpado, ah pois foste ;)

      Beijos

      Eliminar
  12. A alegria que sinto em partilhar contigo o que vivo é algo que não sei, também, explicar.Não ouvir trouxe-me este presente: me aproximar de outras pessoas pela escrita.A tua, bem sabes, traduz-me quase por completa.Para mim é um prazer vir ao teu blog, espero sempre ansiosa por textos novos, e aprender a escrever, algo que só passei a valorizar depois da perda auditiva.Além disso, sinto que ganhei uma amiga que levarei para sempre, enquanto estiver neste mundo.Obrigada a você!Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai Márcia que me pões a chorar.
      Beijos grande para ti :)

      Eliminar