sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Apetece-me dizer...





Apetece-me dizer:



- À minha inimiga de estimação:

"Aprendi muitas coisas contigo. Sobretudo que a tua pior ameaça não sou eu: és tu."

- À minha amiga que tem um amante:

"Não sejas tola. Meio-mundo sabe!"

- À outra amiga que tem um amante:

"Gosto tanto de ti que não te consigo condenar."

- À secretária do Hospital onde vou:

"Não seja burra. Não seja antipática. Não finja que não me está a ver."

- Aos meus colegas de trabalho:

"Sou o melhor que vos aconteceu. Agradeçam-me."

- Aos meus afilhados:

"Podem bem vir a ser os meus únicos herdeiros. Tratem-me bem."


- À minha avó:
"Onde está agora?"

- Ao meu avô:
"Falhei. Desculpe-me."

- À minha melhor amiga de infância:

"Foi contigo que aprendi a guardar segredos. Ainda hoje guardo os teus."


- Ao meu pai:
"Por favor................ Faz-me a surpresa de seres rico!"


- Às minhas cadelas (daquelas que ladram mesmo e dão ao rabo):
"Parem de comer. Parem de ser maricas. Parem de me puxar malhas nos collants."

- À minha mãe:

"Adorei que me tivesses dado liberdade para ser desbocada."

- Ao professor de Filosofia do liceu:

"Tive uma paixoneta por si. Por ser feio mas inteligente."

- Ao miúdo a quem bati na escola primária:

"Ainda hoje és estúpido. Não me arrependo."

- À taróloga:

"Devolva-me o dinheiro."

- Ao gajo que me disse que eu devia ter vergonha de ser gorda:

"Vai-te foder. Eu pelo menos não tenho uma pila pequena."

- Ao meu "patrão":

"Emigra tu. Cabrão."




24 comentários:

  1. Pois, o meu pai também não me surpreendeu dessa maneira:-)

    R.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Calma!
      Ainda há muitos anos pela frente :)

      Eliminar
    2. Acho que nem no milhões o meu joga.

      R.

      Eliminar
  2. - Ao meu irmão:
    "Senti medo quando ficaste com os olhos de um boneco colados nos teus. Hoje morro a rir."

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estava a ver que não... E sim, também me parto a rir ao tentar imaginar-me com umas lentes daquelas. 8)

      Eliminar
    2. Preferi não arriscar meter-te no "saco".
      Até porque, à parte desta, tinha mil outras coisas para dizer... só cenas podres, claro :)

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Não custou nadinha... e haveria tanto mais para dizer.

      Eliminar
  4. Respostas
    1. E eu gostei da visita.
      Obrigada.

      Eliminar
  5. E ao marido ou namorado. Não apetece dizer nada?
    Não diga que não senão vou pensar; não que seja menos verdadeira, mas que felicidade a sua ser, provavelmente, a única mulher no mundo a encontrar o príncipe perfeito.

    Um bom Domingo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. (Lá vem o pássaro viajeiro... Esse "J" deixa-me fora de mim)

      O marido ou o namorado estão no mesmo saco do irmão... que entretanto se acusou e me fez dedicar-lhe um pensamento. Mas foi à responsabilidade dele.
      Mas aqueles que me são tão importantes como oxigénio não os exponho aqui.
      Já lhes escrevi mil textos mas sem os referir. São coisas nossas.
      Dificilmente se irá ver aqui o entusiasmo de um pedido de casamento ou a partilha de um bebé que estará por vir. Desvirtuaria-me a ideia que tenho deste blog.
      E porque não. Eu não acho que isto sejam só blogs ;)

      Eliminar
    2. "O marido ou o namorado estão no mesmo saco do irmão"
      Que dúvida?! Como se se não soubesse.
      Mas, vá lá; foi comedida porque poderia perfeitamente ter descrito o pensamento, se não tão delicada, mais sinceramente e que seria mais ou menos, (mais) assim:
      "O marido ou o namorado e o irmão são tudo farinha do mesmo saco" Hem?!
      Uma vez, num livro algures por aí, escrevi assim:
      "Concordou. Não precisavam de lhe lembrar que ela conhecia bem os seus deveres. Assim outros os soubessem também. Lançou-lhe um olhar assassino.
      Ela ia, sim senhor, mas levava consigo a Beatriz, que ao menos por hoje não sofreria mais as más influências da mãe. O Joãozinho que ficasse por ali. Esse era homem e mais tarde ou mais cedo seria outro desavergonhado mesmo."
      Pois é mesmo com "J", pelos motivos já explicados.
      Entâo...Não são só blogs?! Muito me espanta. :)
      cumprimentos

      Eliminar
    3. Gosto muito de jogos.
      Só é pena não saber jogar.

      Eliminar
  6. tens uma belíssima panca.

    o teu prof de filosofia, fazendo o teu exercício, deve estar a pensar:
    "mão direita: obrigado por teres sido quem mais prazer me deu nesta vida."

    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei se percebi bem.
      Só percebi a parte da panca.
      Confere!

      Eliminar
  7. Menina Mendes para quando um regresso ao uso da etiqueta erótico?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, ando pouco caliente.
      Talvez lá para o Verão isto aqueça.
      Ainda assim posso sugerir o Black Velvet para esse efeito.
      http://blackvelvetblack.blogspot.com

      Eliminar
    2. Estás a sugerir que vá aquecer para outro lado :P? O Verão ainda tão distante....

      Eliminar
  8. Estou surpresa! Não conseguia imaginar-te sendo desbocada, então será que poderíamos formar uma dupla? (estou com uma vontade imensa de sair a por aí a dizer uns palavrões a certos indivíduos).A bem pensar, acho que vou enviar o teu texto para estes poucos que tentam me tirar o ânimo. (não te preocupes, sempre com a devida referência)
    (Ah, esta semana irei ao correio, espero não torcer o pescoço de ninguém por lá)
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desbocada eu?
      Não. Não consigo é guardar as palavras.
      (Márcia, aqui nos correios já me disseram que "não sabem de nada"...)

      Eliminar