quarta-feira, 18 de abril de 2012

Arquitectos e Engenheiros




Análise SWOT
Strengths (Forças)
Weaknesses (Fraquezas)
Opportunities (Oportunidades)
Threats (Ameaças)


Arquitectos
S - A criatividade - Um tipo que usa a cabeça para pensar não é de subestimar. E quando a usa a favor da criatividade abre-se todo um mundo de possibilidades de ser feliz ao lado deste tipo de pessoas: estes homens sonham! E quando sonham transportam-nos para o mundo deles que, não raras vezes, é atraente. E depois há toda aquela química entre iguais, do género: “Eu sei que tu sabes, que eu sei...”A sério, homens criativos e com capacidade discutir ideias, tiram-me do sério.
W - Não olham nos olhos – Uns chamam-lhe timidez. Tangas. Outros chamam-lhe homossexualidade. Tretas. Eu diria que é medo. Talvez. E sentir o medinho de um Sr. Arquitecto é bom! Dá vontade de ir para as obras de botas de biqueira de aço e meias de ligas para ver o nervoso miudinho a trepar-lhes pela coluna. Não olham nos olhos com medo que lhes sejam descobertos os pontos fracos. Pois meus caros, mas não olhar de frente já o denuncia. Certo? E coisas frouxas em construção, é que não!
O - A miscigenação  - Uma pessoa que é homem e arquitecto ao mesmo tempo é um caso raro de união bem-sucedida entre a sensibilidade e a masculinidade. Porta escancarada para a conquista sem sequer ser necessário abrirem a boca. Ser/ter título de arquitecto tem um efeito catalisador no imaginário de uma mulher: Começamos a pensar em comprimentos, acabamos a pensar em vigas. Por favor, aproveitem-se de nós!
T - A insegurança - Que raio se passa? Não percebo porque têm de perguntar as coisas tantas vezes, porque é que se colocam em causa, e porque é que têm medo de arriscar? Isto compromete a confiança depositada nestas pessoas. O que se quer é alguém com firmeza nas decisões. Alguém vigoroso. A tal coisa de ser sensível mas macho ao mesmo tempo. A insegurança pode comprometer todo um projecto, toda uma relação.

Engenheiros
S - O pragmatismo - Vão directo ao assunto. Fazem menos perguntas e percebem logo tudo à primeira. Não são chatos. Resolvem as coisas a conversar cara-a-cara mas também se desenrascam com o telefone. Emails, mensagens, e outras coisas que tais não constam do seu modus operandis. Marcam reuniões e chegam a horas. Na hora de projectar, o pragmatismo pode ser um handicap... Mas também, quem é que está aqui a pensar em trabalho?
W - Não resistem a uma arquitecta - Bem, talvez não seja bem assim... Talvez não resistam a duas, que os safadinhos têm duas mãos para alguma coisa. A fantasia que lhes falta nas ideias, capturam-na na presença de arquitectas. Uma espécie de aquisição de conhecimentos por osmose. O que não resulta lá muito bem porque os tipos não percebem nada de arte. As arquitectas para estes homens acabam por os desviar do que é importante. Neste caso eles deixam de pensar em vigas a passam a pensar em curvas… E toda a gente sabe que vigas curvas são um perigo!
O - Sabem mentir de sorriso sacana nos lábios - A malta percebe que estão a mentir deliberadamente ou, então, fazem-no apenas para não darem parte fraca, mas mesmo assim deixamo-nos ir embeiçadas na conversa. Um sorriso engenhoso à mistura aniquila qualquer intenção de mostrar prepotência artística da minha parte. Que se lixe a arquitectura. Venham os projectos grotescos. I Love Engeneers.
T - A falta de sentido de humor - Isto é uma franca ameaça para quem já não possui sexappeal. Para quem o tem, pode-se safar pela fachada mas será de evitar conhecer o interior. Engenheiros feiosos sem sentido de humor são de cortar os pulsos. Mas engenheiros charmosos sem sentido de humor parecem apenas néscios. Vá lá pessoal: toca a trabalhar as larachas (nem que sejam fáceis) que nós caímos na mesma.


(E não comecem com a conversa de que estou a generalizar porque já não há cu para isso, ok?)





23 comentários:

  1. Hahahah, adorei o parêntesis e aprendi uma expressão nova.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) Ainda bem que percebeste que os parêntesis eram para ti :)
      E duvído que venhas aqui aprender alguma coisa. Que expressão?

      Eliminar
    2. Não sabia que eram só para mim, desculpa a fartura então. Tenho de aprender a ficar calado.

      "Já não há cu para isso". Gostei e vou usar no futuro.

      Eliminar
    3. Oh... eras puro e eu fui-te ensinar um disparate destes. "Dias Cães a conspurcar cérebros desde 18.04.2012"... Não me parece nada bem :)

      Eliminar
    4. E só agora é que vi a primeira frase... deixa-te de coisas homem!
      Vou ignorar e fingir que nem li, tá?

      Eliminar
  2. Eu como sou um Arquitecto / Engenheiro, um deles foi por amor outro por "Osmose" encaixo-me bem no texto, parece que me estavas a descrever.. impressionante :) E gajas em obra é garantia de sucesso. Se muito feia, venha sozinha que não há mais para comparar, se bonita venha logo nua que é para o pessoal não deitar fumo da cabecinha a despi-la só com a imaginação! Gosto muito de obras, mas se me colocam uma taberna nas unhas, esqueço-me logo destas merdas de engenheiros e arquitectos e desato logo a aviar copos, charme, larachas, a falar línguas que nem papagaio e a ter uma imaginação do caralho para tudo o que é rabo de saia que me entra pela porta... - São mais dois copos para a mesa do fundo, tá a sair!! :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Arquitecto/Engenheiro/Taberneiro, só pode dar tourada.
      E eu hoje venho de vermelho ;)

      Eliminar
  3. grande dias caes!
    beijo,

    nAnonima

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depois de me chamares queixinhas no Pulha Garcia, estava a precisar desse mimo ;)
      Considera-te perdoada.
      Beijo

      Eliminar
    2. entao aqui vai mais um miminho... és a única menina (pelo menos assumida) que eu leio ;)
      e gosto, mesmo muito.

      (mas eu não te perdoo as difamações que proclamaste sobre o mais belo e nobre signo... TOURO! ;)

      beijo

      Eliminar
    3. Oh meu Deus!!!! Quanta pressão!!!!
      :)
      Beijo

      Eliminar
  4. Haja alguém que me compreenda :)
    Bem-vinda!

    ResponderEliminar
  5. Pff... Um arquiteto é um gajo que não é homem suficiente para ser engenheiro nem gay suficiente para ser decorador de interiores... :|

    ResponderEliminar
  6. Estava admirada de ainda ninguém se ter chegado à frente com essa.
    És arquitecto ou engenheiro? :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sou assistente de decorador de interiores. :|

      Eliminar
  7. Olha que bela profissão!
    Antes isso que ser assistente de arquitecto, porque se te calha o Taveira sabemos bem a assistência que lhe terias de dar ;)

    ResponderEliminar
  8. Respostas
    1. FOFO... com essa não me enganas :)
      (Para quem não percebe estamos a falar exactamente da mesma coisa. O acrónimo SWOT tem tradução para português como FOFA).
      Mas apreciei o sentido de humor ;)

      Eliminar
    2. Como amo mulheres inteligentes :-)

      Bjs
      Adoro o blog

      Eliminar
    3. Ahahahahha, é melhor reveres essa opinião: as mulheres inteligentes dão cá um trabalho...
      Bjs e obrigada!

      Eliminar
    4. Pois dão, mas burras ao fim de um par de dias apetece dar-lhes uma traulitada na cabeça e colocar lá alguma coisa, nem que seja betume.

      Bjs

      Eliminar