quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Chama-lhe Arquitectura

Gianni Berengo Gardin



Perguntaram-me se sou de Economia ou de Direito.
(Por céus...!)





8 comentários:

  1. Sr.ª Arquitecta, mil perdões! :) Aonde estava eu com a cabeça, especialmente por este texto que já o tinha lido: http://diascaes.blogspot.pt/2013/07/exercicios-de-humildade.html.
    Mas, em minha defesa, mesmo antes de o ler, não sei porquê, achava que a DC era da área da economia, embora não fizesse muito sentido, por causa daquela "história" da sensibilidade...
    Mafalda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh Mafalda, está perdoadíssima, afinal de contas isto até deu para fazer um mini-post :)
      Volte sempre!

      Eliminar
  2. E era exigida resposta? Ou foi só retórica? É que ás vezes acontece!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi mais uma suposição afirmativa que uma pergunta, ali da Mafalda.
      Mas já está esclarecida :)

      Eliminar
    2. Chamam-lhe arquitecturó-direitó-economia. Chamam lhe ser especialista em não ser especialista de coisa nenhuma.
      Mas ao Scarpa - ó o Scarpa! - chamemos-lhe mais que arquitectura. Chama-lhe mestre do detalhe por direito.

      Eliminar
    3. Que falha a minha, logo num post com "arquitectura" no título, não dizer quem é o autor da obra de arquitectura da fotografia.
      Normalmente coloco apenas o autor da própria fotografia.
      Mas a bem da verdade aqui fica:

      http://en.wikipedia.org/wiki/Carlo_Scarpa

      https://www.google.pt/search?q=carlo+scarpa+architecture+in+details&espv=2&biw=1065&bih=777&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ei=D3GuVLafA8X3UNOAhPAO&ved=0CAYQ_AUoAQ#imgdii=_&imgrc=DMLXX6IytyPPjM%253A%3BD1xji2n4sd-18M%3Bhttp%253A%252F%252Fecx.images-amazon.com%252Fimages%252FI%252F51Y59GC5DFL.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Fwww.amazon.co.uk%252FCarlo-Scarpa-Architecture-Guido-Beltramini%252Fdp%252F0847829111%3B414%3B500

      Eliminar
    4. Não quis apontar falha, até porque não há falha nenhuma (havendo, será a minha em invadir inadvertidamente o espaço de comentário alheio).
      Quis só realçar, a propósito deste teu justificado "ser ou não ser", aquela história do arquitecto enquanto sabedor de tudo e especialista de coisa nenhuma.
      Mas depois lembrei-me da viagem palladiana que fiz em tempos e do fascínio que foi "este" Scarpa ao vivo por entre tanto Palladio igualmente fascinante.
      E de como percebi que o tipo era também sabedor de tudo (como nós), mas muito mestre no detalhe.

      Eliminar