quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

O céu podia esperar



O céu podia esperar
Por ti
Num dia de solenidade
Para as honras
Que merecias
Pela glória 
E pela saudade

O céu podia esperar
Muitas almas
desconcertadas
Mas um dia viu-te 
Chegar
E renegou 
As almas penadas

O céu podia esperar
Muitos choros
E Avés
Mas sentiu o que era
O orgulho
De quem te abraçou
E amou quem és

O céu podia esperar
Que se juntasse a ti
Quem ficou
Mas quis levar-te
Mais cedo
Deixou-me sem ti
Fiquei tão só



2 comentários: