terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Hoje a coisa não está animada...



Hoje estou deprimida, nas últimas.
Há coisas que me castigam a alma que nem eu percebo porque é que ganham espaço dentro de mim.
Não me deprime a fome no mundo, nem as guerras entre povos, nem o colapso económico, nem as catástrofes naturais. Porque essa não é a minha realidade. Isso está tudo longe de mim. Esse não é o cenário da minha pessoa, e eu não ensaio as minhas falas por esse guião.
A mim o que me deprime são as coisas de todos os dias.
Aborrece-me a rotina. Aborrece-me levantar da cama com o percurso delineado, quase sem pensar se é certo ou errado, sem pensar nas consequências dos passos que dou, por já saber que não existem consequências para as faltas de actos.
Deprime-me saber que ninguém sabe o que faço T-O-D-O-S os dias. Repetindo. Repetindo. Repetindo. Esperando que alguém repare um dia que passo por aqui e por ali, na mesma câmara lenta do costume, com a mesma máscara, e com a mesma falta de alma.
A mim o que me deprime, é que este cinzento que tenho por dentro, possa um dia ver-se por fora. 
Não quero ser essa pessoa que vive dentro de mim. Quero abrir o peito e deixá-la sair.

Deixá-la ir pelas ruas, perdida... sem vontade de voltar, por não saber lidar com tanta felicidade.



3 comentários:

  1. Interessante este teu sentimento, esta tua noção do Eu. Do teu Eu. Fico fascinado. A maioria não faz este exercício que fizeste. Não sei se por medo se por estar bem num pequeno mundinho cor de rosa.
    Tu ao fazê-lo sofres mais, mas acho que valorizas também muito mais as pequenas alegrias da vida.

    Espero que já não andes cinzenta. Que andes no mínimo com mil milhões de cores.

    Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta mania de me querer conhecer ao milímetro já devia ter acabado, mas creio que vou ser sempre assim. Sofro, sim. Claro que sofro. Mas por outro lado sei exactamente a pessoa que sou. Quantas pessoas podem dizer o mesmo?
      Não estou cinzenta, mas ainda não ganhei esses milhões de cores.
      Creio que essas cores só se ganham quando surge mais alguém para completar a paleta...
      Vou esperando...

      Beijo.

      Eliminar
  2. Lá diz o povo, quem espera sempre alcança.
    Por muito cliché que possa parecer, quando menos esperares aparecerá alguém que te dará o seu coração e a paleta ficará completa.

    ResponderEliminar