sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

A um dos 7...




Sei que apenas assim me poderás ouvir. Por isso ouve. Por isso lê-me em silêncio. Ninguém saberá que conversamos. Estamos apenas aqui os dois. Como nas noites solitárias em que nos fazemos companhia.

Aquilo que leste aqui foi apenas uma fase, que nunca te neguei nem escondi ter acontecido. Aquilo que leste e te magoou ficou lá atrás... Muito atrás dos dias de felicidade que, entretanto, enfrentamos. Que pelo menos eu enfrento.
Volta a olhar-me como a pessoa linda que me disseste ser. Reencontra em mim a mulher que mereces ter.

Porque no meio é que está a virtude, és agora o único nome que quero em mim. Todos os outros já caíram por terra. Porque és o único que conhece o imagem da cama onde me deito, não desista de lhe vir a conhecer também o caminho.




Sem comentários:

Enviar um comentário